Notícias

Sprints de Conceito são as chaves para a adaptabilidade da sua loja

7 de agosto de 2021

Achou exagerado? Que tal por à prova?! É o desafio que, indeclaradamente, faz Alexandre Machado, sócio-diretor da Gouvêa Consulting, quando fala sobre o tema.  Ele explica que os “Sprints de Conceito” são “ciclos rápidos de teste e aprendizado no mercado, adequados para implementar esforços de redesenhos pontuais que gerem resultados rapidamente”.

Em nossas últimas análises do atual movimento do varejo, percebemos que nenhuma característica é mais adequada para o momento do que a adaptabilidade. Pueril, mas pertinente, a expressão “trocar o pneu com o carro em movimento” descreve bem a situação do lojista hoje. Pra dificultar, apesar de ser uma boa notícia, a tendência é que o “carro” ganhe ainda mais aceleração nos próximos últimos meses.

O segredo

É que não há segredos! Mas assim como em um carro onde, sejam digitais ou mecânicas, as chaves são protagonistas para “o movimento”, a quem atua no varejo cabe entender como os supracitados “Sprints de Conceito” também podem destravar o movimento de adaptabilidade de um empreendimento.

A velocidade, tão comum ao universo automobilístico, também deve passar a fazer parte do modus operandi do lojista. Mas sem excessos, para ambos! O que é preciso a estes profissionais é a agilidade necessária para fazer as manobras corretas no tempo certo. Entender o que funciona e o que não, com personalidade. Por sorte, na condução da loja, fundamentalmente, o empreendedor não anda só e pode usar da observação e do compartilhamento de ideias para entender a realidade da sua região, do seu setor, do seu cliente.

Há, antes disso, porém, insights que devem partir do próprio, com o seu time, a respeito de quais são as vontades e metas do empreendimento, mediante a realidade que aponta o mundo e o mercado. Nesse viés, convoca-se o empirismo para que as experiências subjetivas possam servir de termômetro, afinal, o lojista é consumidor do lojista: o que você, consumidor, esperaria da sua loja, nesse momento?

Na soma dessas reflexões, trajetos serão rejeitados, enquanto outros, escolhidos como os mais pavimentados e capazes de conduzir a resultados positivos. O que será preciso? Redesenhar o formato da loja? Alterar o branding design? Mudar o contato com o consumidor? Ampliar a integração com outros canais?

Testar é preciso

Para executar os seus “Sprints de Conceito”, você terá que tirar o carro do “ponto morto” e dar a partida. É preciso confiança no que foi proposto, planejado e, não menos importante, na equipe escolhida para lhe acompanhar nesse processo. Parece óbvio, não? Mas é contumaz o insucesso de iniciativas por mera desconfiança entre as partes.    

Novamente Alexandre Machado traz uma visão pragmática das regras do jogo da adaptabilidade.  

“Os elementos característicos das formas ágeis de trabalho estão em equipes pequenas e multifuncionais, compostas por especialistas em regras de negócios, tecnologia e design”, comentou Machado.

Ou seja, para a engrenagem funcionar adequadamente você precisa, sim, está bem cercado. Este é um momento bem significativo da história do varejo no qual o “felling de dono” mostra-se cada vez mais atenuado mediante o utilitarismo das atuais relações do mercado. Sem peças milimétricas, um carro não anda; pior, pode, defeituoso, causar acidentes irreversíveis. Assim é a loja que ainda não percebeu que a interdependência é a matéria-prima dos Sprints de Conceito que, forjada, se tornam essas chaves para a adaptabilidade da sua loja.

Notícias relacionadas

Novembro Azul

Faça parte dessa luta, previna-se!
Sua vida depende de um toque. Agora é com você.

ver mais

ALSR: de portas abertas por e para cada lojista

A Associação de Lojistas do Shopping RioMar (ALSR) existe por e para cada lojista e colaborador. Conheça um pouco mais de sua estrutura e como pode ser uma ferramenta de desenvolvimento para você e sua empresa.

ver mais