Notícias

Metas para 2020: planeje, trabalhe, alcance!

25 de janeiro de 2020

Quantas promessas de ano novo você fez? Quantas delas você está realmente disposto a realizar nestes 12 meses? Estas últimas são as suas metas para 2020. Que também podem ter sido as de 2019, ou virem de passados ainda mais distantes pelos mais diversos motivos. Normal: às vezes, cenários desfavoráveis nos âmbitos macro, agravados por crises econômicas no país, por exemplo, atravancam a concretização de objetivos traçados.

Porém, o clima de otimismo – sobretudo no setor de varejo – com o qual se encerrou 2019 e aurora neste possibilita o convite ao estabelecimento de metas sólidas e a disposição de lutar por elas. Mas, como peneirar o que pode ou deve entrar na lista de “metas para 2020” e, mais importante, que empenho é este capaz de fazê-las saírem do doc. ou das planilhas de Excel e se tornarem realidade? Aqui iremos investigar brevemente este processo e do que ele depende para ser exitoso.         

Faça um planejamento profundo

Não existem metas sem planejamento. Para ser justo, nada existe sem planejamento, desde as pequenas realizações diárias aos grandes feitos da vida. Ao se tratar dos maiores targets perseguidos para o ano, entretanto, o planejamento precisa ser ainda mais completo e complexo, envolvendo todas as variantes possíveis, incluindo o que pode interferir nesse processo e dificulta-lo.

Também não faça de seu planejamento uma utopia. Busque, sob a análise de suas condições e da prospecção de onde pode chegar, o realismo em definir os seus objetivos. Esta postura será primordial para a manutenção do que foi traçado e a confiança de que tudo que lá está pode, sim, partir do não ser ao devir.

Caso for planejar as metas de sua empresa, esteja sensível à opinião de quem contribui para desenvolvê-la, sejam seus colaboradores diretos, sócios, fornecedores a, até, insights sugeridos por clientes. Esteja certo: ninguém conhece melhor o seu empreendimento do que você e eles. Talvez, juntos, novos objetivos palpáveis surjam para a lista.      

Separe as metas de acordo com prazos: curto, médio e longo

Seguindo o pensamento de que “é melhor criar um leão do que criar expectativas”, não exagere: respire fundo, mantenha o pé o chão e segmente seus propósitos para 2020 de acordo com o prazo aceitável para que se trabalhe por estes.

“é melhor criar um leão do que criar expectativas”

A classificação pode não ser imutável. Certamente, o decorrer do ano sujeita as metas a variações de execução. Mas, caso o item anterior for realizado com clareza, possíveis intempéries já estarão dentro do planejado e elas não alterarão de forma grave os prazos para o cumprimento destes objetivos. Inclusive, especialistas apontam que inserir datas reais para finaliza-los é um exercício de encorajamento, assim como definir cerca de 5 intuitos para cada prazo.        

Todavia, não há demérito em cambiar metas ao longo do caminho. Há em desistir de enfrentar as adversidades a fim de conquista-las.  

Tenha clareza ao definir os caminhos e estratégias

Havendo ultrapassado a barreira do “o quê” e do “quando”, esta é a fase de definir o “como” de suas metas. Como ir de encontro a elas? O que fazer para não ter que adia-las? E a resposta NÃO é uma só. Na realidade, as respostas são única e exclusivamente responsabilidade de quem elabora tais objetivos – que requerem, instantaneamente, a clareza da definição de quais estratégias estão disponíveis, que cartas estão na mesa, que leque de possibilidades podem ser acessadas, para que se conquiste as realizações ensejadas.

Incrivelmente, por mais que, neste caso, os fins sejam a grande justificativa para os meios, muitos desistem de suas metas por não saberem por onde começar. Daí a importância de se haver, sempre, um ponto de partida notório, que simbolize um caminho tomado a partir de então e cujo destino é a meta. Traçado e executado este ponta pé inicial, os demais movimentos tendem a surgir com maior tranquilidade e fluidez.    

Mostre segurança para abrir mão do desnecessário

Nada mais factível do que o ditado: “cada escolha é uma renúncia”. E aí, não tem jeito: vai abrir uma nova loja, expandir a atual, estender o quadro de colaboradores, mudar de segmento, ou quaisquer forem suas metas forem suas metas para 2020? Deve escalonar o que é prioritário e o que não – sobre este último, caberá enxergar se representa um obstáculo para a realização das metas traçadas. Se sim, é necessário ter segurança para abrir mão ou, no mínimo, classifica-lo como possível meta a longo-prazo (quem sabe 2021, não?).

De fato, não há fórmula mágica, mas na realidade um aglomerado de fatores que, se trabalhados com seriedade, podem fazê-lo chegar ao fim do ano realizado. E vale o lembrete: mantenha o foco, trace metas para cada área de sua vida, tenha controle financeiro e emocional, já que suas metas e atitudes se retroalimentam. Não perca tempo para lutar por seus objetivos: planeje, trabalhe, alcance!

Notícias relacionadas