Notícias

O consumidor pós-pandemia: novo mundo, novos hábitos de consumo

22 de fevereiro de 2022

É certo que a pandemia ainda não chegou ao fim, foram altas e quedas no número de casos de covid-19, que ainda estão acontecendo. No entanto, já se passaram 2 anos e, com o alívio do isolamento, já foi possível perceber as mudanças no estilo de vida das pessoas. Essas alterações levaram o consumidor a tomar decisões conscientes que basearam a mudança do seu comportamento.

O novo consumidor

A Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado, realizou sua pesquisa anual em mais de cem países e listou as tendências globais do comportamento do consumidor para este ano.

Consumidores conectados

Em momentos de escassez na cadeia de abastecimento, como na pandemia, forçaram as empresas a fornecerem novas soluções de produtos e serviços para os clientes, recorrendo, principalmente, ao universo digital. Com isso, houve um aumento de 75% nas compras on-line durante a pandemia. Cenário este que se mantém em constante crescimento.

Agentes do clima

Segundo a pesquisa da Euromonitor International, 67% dos consumidores, em 2021, tentaram causar um impacto positivo no meio ambiente e esperam ações por meio das marcas e produtos que compram. Esse comportamento tem se mostrado cada vez mais presente, fazendo com que o consumidor opte por empresas ambientalmente conscientes.

Economizar é a tendência

Ao mesmo tempo, em que querem ser sustentáveis e minimizar os impactos ambientais, ter um preço acessível também faz parte do dia a dia desse novo consumidor. Isso se deve, principalmente, à crise financeira causada pela pandemia, que fez com que o consumidor avaliasse melhor o uso do seu dinheiro, preferindo economizar.

Idosos digitais

Os consumidores mais idosos estão mais familiarizados e confortáveis com a tecnologia, pois foram “obrigados” a utilizarem os meios digitais enquanto o mundo estava em isolamento. A pesquisa da Euromonitor aponta que 45% dos consumidores com 60 anos ou mais usaram um serviço bancário no celular pelo menos uma vez por semana. Além disso, 82% desta faixa etária já possuía ou adquiriu um smartphone no ano passado.

Socialização dividida

Outro ponto que se mostrou presente neste período pós-pandêmico foi a forma de socializar. Enquanto alguns consumidores já estavam ansiosos para retomar suas atividades normais, outros nem tanto, até gostando da forma mais reservada de viver. Mesmo com a retomada da vida normal, a tendência é que muitos consumidores prefiram continuar consumindo em casa, evitando sair, se puderem fazer tudo pela internet.

As mudanças não se resumem a essa lista, no entanto, as pesquisas já apontam para a construção de um novo perfil consumidor: mais tecnológico, consciente e exigente na hora de comprar.

Conhecer o novo consumidor permite criar estratégias de crescimento mais assertivas, buscando suprir as necessidades desse novo perfil e corresponder às suas expectativas, para atrair cada vez mais clientes para o seu negócio.

Notícias relacionadas

Restaurantes em tempos de pandemia

O que é possível aprender com os restaurantes e o que os restaurantes aprenderam, rapidamente, para enfrentarem as restrições em resposta ao novo coronavírus?

ver mais