Notícias

Carteira de trabalho digital: praticidade para lojistas e colaboradores

8 de maio de 2020

Sua chegada, ainda de forma tímida no cenário das relações trabalhistas, esconde o grande avanço que representa. A nova carteira de trabalho, agora em versão digital, substitui o tradicional documento de papel e promete facilitar a vida de empregadores e empregados.

A Mudança

A versão digital da carteira foi lançada em 2017, mas só recentemente ganhou efeito substitutivo à versão física.

Segundo a Secretaria Especial de Trabalho do governo, todos os brasileiros e estrangeiros que possuem o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) já tem direito a habilitar o documento na internet através do site https://servicos.mte.gov.br .

Caso o trabalhador não consiga fazer o registro online, pode também realiza-lo em sua agência bancária, nos caixas eletrônicos da Caixa ou Banco do Brasil, ou em alguma unidade do Ministério da Economia. O serviço é gratuito

Praticidade

A existência do risco de se perder, por descuido ou qualquer intempérie, os registros de uma vida profissional inteira, tirava o sono de muita gente. Dentre outras questões, a carteira digital soluciona esta demanda, já que todas as informações que constavam na versão física migrarão para ela – a partir de então constantemente atualizada.  

Os lojistas cujas empresas utilizam o eSocial não precisarão mais fazer as tradicionais “assinaturas” na carteira de papel e o preenchimento da versão digital será realizado automaticamente, a partir das informações enviadas pelo empregador à plataforma.

Já os lojistas que ainda não fazem uso do eSocial continuam com a obrigação de preencher a carteira física de seus colaboradores. Por isso, vai o alerta: mesmo habilitando a carteira digital, o trabalhador não deve se desfazer de sua carteira tradicional, pois ela ainda pode e deve ser útil. Inclusive para conferir se todas as informações foram corretamente transpostas para a versão online.

Caso incoerências forem encontradas, o usuário poderá indica-las na seção “Indicar Divergências” no próprio sistema. A atualização será realizada após checagens nas bases de dados do governo e dos registros das empresas.

Notícias relacionadas

Dia do consumidor é data marcante e de oportunidades

A grande data para o varejo no primeiro trimestre se aproxima: 15 de março, o dia do consumidor. A origem do marco remete ao ano de 1962, quando, neste mesmo dia, o então presidente norte-americano John F. Kennedy elencou, em discurso histórico no congresso de seu país, quatro direitos básicos do consumidor: o de ser […]

ver mais