Notícias

A chegada do PIX: uma chave para novos avanços no setor varejista

19 de fevereiro de 2021

Alívio e ânimo

No mesmo ritmo em que o digital cresce e se torna braço direito dos lojistas, inclusive no dia a dia dos PDV’s, as formas de pagamento através dos ambientes virtuais seguem evoluindo. A recente chegada do PIX para usufruto público, com a promessa de desburocratizar e baratear de vez as transações bancárias e comerciais, foi recebida com alívio e ânimo por parte do varejo.

O alívio de quem vende vem no momento em que a rejeição do pagamento em espécie só cresce e é latente o desejo do público consumidor A e B em transacionar seus recursos usando apenas as ferramentas digitais, segundo estudo capitaneado pelo Bankly.

O ânimo é resultado de, ademais, uma promessa de economia para os lojistas, que já podem começar a imaginar um cenário onde as maquininhas – cada vez menores – serão completamente suprimidas pelo cliente utilizando o seu próprio smartphone e, através dele, fazendo um PIX: simples, cai na hora, sem taxas abusivas para ambas as partes, sem os pormenores e possibilidades de falhas dos próprios mecanismos utilizados nas máquinas de pagamento.⠀

Mais avanços…

No sentido de que, numa integração completa do PDV com o digital, de venda a pagamento, o lojista pode ver seu estoque girar com mais fluidez, porque o índice de desistência de compras nas plataformas tende a cair, justo pela facilidade destas serem concretizadas através das plataformas virtuais.

De acordo com o Banco Central, com apenas um mês de uso, mais de 111 milhões de chaves PIX para pessoas físicas já haviam sido cadastradas no país para um total de 46,4 milhões de usuários. No mesmo período, foram 5,1 milhões de chaves de pessoas jurídicas cadastradas.

Ainda segundo o Bacen, há motivos de sobra para acreditar que o PIX veio para ficar e ser um trampolim para o faturamento do setor varejista. A rejeição é de apenas 0,5% dos usuários (muito diferente dos 5% dos seus caríssimos avós digitais TED e DOC) e é, ainda por cima, um mecanismo eficiente no controle da inadimplência por e do fluxo de caixa do empreendimento.

São as chaves que, para o varejo, abrem a porta da expectativa de um 2021 mais descomplicado, prático e de avanços. É, sem dúvidas, momento dos lojistas serem protagonistas no espetáculo dos novos meios de pagamento. Piscou e o PIX já é passado. A hora de investir nestas ferramentas é agora.

Notícias relacionadas